Segundo o Parecer Técnico CRN-3 Nº 09/2015, o rápido e constante progresso observado no entendimento do genoma humano tem criado novas possibilidades para o estudo das interações entre alimentação, expressão gênica, variabilidade genética, saúde e doença.

Atualmente, os testes de nutrigenética investigam como a variabilidade genética individual interfere na resposta à alimentação e no risco de desenvolvimento de doenças.

De modo personalizado, são recomendados como ferramenta adicional à prescrição nutricional, caso seja de interesse do paciente esta investigação.