O que aprendi sobre carreira e felicidade

Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Nos últimos 5 anos trabalhei muito com times de inovação, utilizei muitas metodologias ágeis (design thinking, sprint, service, entre outros), mas ao mesmo após cada job ou rodada, me questionava o quão empáticos somos conosco para enfim entendermos de fato as perspectivas do usuário, já que as inovações, principalmente nas ciências da saúde têm a premissa “centrado no paciente”, que sob meu olhar perante essas metodologias são nossos “clientes”.

E ao me questionar, sobre sucesso, colaboração, empatia, empregabilidade e futuro, comecei a ler sobre neurociências e psicologia positiva em vários momentos, mas eu queria mais, sempre mais, estudar mais e não tinha tempo. Foi bem nesse período, que comecei a perceber um esgotamento físico e mental, quanto mais eu lia e fazia certificações acerca da temática, mais exausta e improdutiva eu ficava.

Não foi fácil, não foi rápido, e nem de uma hora para outra. Foi bem devagar, fui bem resistente em aceitar porque amo trabalhar, mas outro indicador me fez perceber que eu estava bem improdutiva e nada próspera, estava com pouca lucratividade além de exausta. Antes eu culpava a crise, hoje com olhar sistêmico percebo que foram as minhas escolhas que contribuíram para um cenário nada próspero em alguns momentos.

Este é um dos motivos que de uns tempos pra cá, divido com alunos e colegas em palestras, que foi quando comecei a olhar pra mim, é que comecei realmente a fazer uma gestão do tempo otimizada, e na prática comecei a priorizar o que realmente é importante ao organizar a agenda semanal com tarefas urgentes e circunstanciais na construção da tão desejada “felicidade autêntica” da literatura científica, equlíbrio entre vida pessoal e trabalho, e a tão sonhada qualidade de vida.

Em tempos onde o que se valoriza é a imagem, um líder não é só aquele a quem se admira ou projeta-se um caminho sobre “ser um sucesso”, em diversas áreas da vida. Mas, mais do que isso, os dias de hoje nos ensinam que a autenticidade é uma das habilidades mais buscadas nas lideranças eficazes.

De acordo com a literatura cientifica, na atualidade, os líderes mais produtivos são qualificados como “positivos” e focam para quatro grandes áreas em seus processos de gestão: o clima positivo, os relacionamentos positivos, a comunicação positiva e o significado positivo. E as ferramentas que trabalham o autoconhecimento e ajudam numa construção sólida do self são também são conhecidas como ferramentas de gestão, que ajudam as pessoas a inspirar desejos, motivos e os propósitos, seja coletivamente ou na esfera pessoal.

Para mudanças, gosto de recordar “as indagações” de Mário Quintana: a resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas.

Desse modo, responda essas questões, ou apenas reflita:

  • Quem você é?
  • Quais as pessoas mais importantes para você?
  • O que você deseja conquistar ao longo de sua vida?
  • Qual a sua missão de vida?
  • Qual o seu propósito?
  • Você quer tempo para que?

Dê uma pausa em suas tarefas e pense sobre isso. Quanto tempo você tem jogado fora com coisas que não fazem o menor sentido para você? Quantas vezes você deixou as circunstâncias acabarem com seus sonhos? Na minha opinião, essas perguntas são poderosas e podem lhe ajudar a reduzir ao máximo esse tipo de tarefas em sua vida.

Já as tarefas importantes são aquelas que trazem resultado e fazem diferença em sua vida. São importantes para você, e não para os outros, como fazer exercícios e cuidar da sua saúde, passar mais tempo com as pessoas que ama, orar, meditar, estudar, ler, sorrir, fazer bem às outras pessoas, dedicar tempo ao seu hobby ou ao projeto dos seus sonhos. São coisas que fazem você realmente se sentir vivo, e que tem um verdadeiro sentido em sua vida. Tempo não é dinheiro, tempo é vida!

Conecte-se com você. Conheça suas fragilidades e entenda como elas podem ser suas fortalezas e inspirar a grandeza de outras pessoas. Quando descobrimos quem somos, conseguimos perceber senso de autenticidade, sentimento de satisfação ao utilizar suas forças, grande facilidade de aprendizado e eficiência ao usar suas forças, sentimento de que é inevitável usar suas forças, nos sentimos renovados ao invés de exaustos, e principalmente conseguimos enxergar as virtudes e forças das outras pessoas.

Desejo que você se nutra de sentimentos e emoções positivas, aposte em relacionamentos positivos, promova uma comunicação positiva e ajude as pessoas ao seu redor a construírem um significado positivo para o trabalho diário e mediante a vida. Respeite a sua própria trajetória, tudo aquilo que você fez para alcançar seus sonhos e objetivos até aqui, pois, quando respeitamos quem nos tornamos depois de todas as experiências de nossas vidas, sem dúvidas nos tornamos melhores.

Busque a felicidade autêntica, lembre-se de que somos únicos. Inove. Empreenda-se!

Empreender-se é liderar a si mesmo e suas maiores aspirações. Traçar um caminho de aprendizado e crescimento requer uma boa dose de inspiração com a vida. Então planeje-se para ter tempo e atenção dedicada ao seu projeto mais original e de maior labor: reconhecer quem você verdadeiramente é, para servir ao próximo com amor e gratidão.

Conecte-se comigo, escute meu áudio trainning sobre “carreira & felicidade”!

Vanessa Suzuki

vanessasuzuki

vanessasuzuki

Sobre Vanessa

Minha paixão por inovação me levou por um caminho muito próprio de descobertas e de formação. Entendi que, quando eu ‘mirava’ em algum objetivo, eu simplesmente ia…

ARTIGOS RECENTES

SIGA NAS REDES SOCIAIS

Inscreva-se em minha Newsletter

Ao se cadstrar você está de acordo com os Termos de Uso e Políticas de Privacidade

Mentoria Online

Uma #JornadaDeFlorescimento que transformará a sua vida.